Nossa homenagem a Betty Lago!

A atriz e ex-modelo Betty Lago morreu na manhã deste domingo (13) em sua casa, no Rio de Janeiro, aos 60 anos, vítima de um câncer na vesícula. Mas, Betty nunca será esquecida como ícone de moda, pessoa de alto astral. Ela lutava contra a doença há três anos e hoje conta com a manifestação de carinho das mais diversas celebridades, amigos e familiares. Betty será cremada nesta segunda-feira (14), às 17h, na capela 6 do Memorial do Carmo, no centro do Rio.

“Sua elegância conquistou grandes costureiros como Jean Paul Gaultier, Yves Saint Laurent. Ela levou as cores do Brasil para as passarelas”, escreveu Betty Lagardère em uma rede social. O estilista Alexandre Herchcovitch também se manifestou: “Ela era única. Nós te amamos”, escreveu em seu instagram.

Betty descobriu a doença em março de 2012, após ser internada com urgência sentindo fortes dores abdominais na clínica São Vicente, no Rio. Depois de uma cirurgia na vesícula, logo iniciou o tratamento quimioterápico para o combate do câncer na vesícula e depois no fígado. Quase sem cabelo por conta do tratamento do câncer, ela continuou sua rotina. Confiante e otimista, foi fotografada várias vezes passeando sorridente na companhia de amigos com a cabeça raspada.

Carreira de modelo

No início da década de 1970, Betty foi descoberta pelo fotógrafo Evandro Teixeira e, sete anos depois, foi tentar a sorte no exterior. Passou 15 anos se dividindo entre as principais passarelas da França, Itália e Estados Unidos. Desfilou para estilistas como Pierre Cardin e Azzedine Alaïa, Valentino, Thierry Mugler, de quem inclusive foi musa.

Modelo de carreira internacional, surgiu pela primeira vez na televisão na pele da sofisticada Natália, na minissérie Anos Rebeldes (1992), de Gilberto Braga. Dois anos depois era uma das protagonistas da novela Quatro por Quatro, também na TV Globo. A parceria bem sucedida com o autor Carlos Lombardi continuou por diversas outras obras do novelista, como Vira-Lata, Uga Uga, O Quinto dos Infernos, Kubanacan, Pé na Jaca e Guerra e Paz.

Estreou como apresentadora de televisão com o programa GNT Fashion, que também dirigiu durante cinco anos, na GNT. A partir de 2005 passou a ser debatedora do Saia Justa, no mesmo canal. Atualmente apresentava o programa Desafio da Beleza, também no GNT, ao lado da modelo Mariana Weickert.

Produtos relacionados

Homenagem ao ator José Wilker

O ator José Wilker faleceu no último sábado (05/04) vítima de um infarte fulminante. Wilker era um artista espetacular, tornou-se também um reconhecido crítico de cinema, e ficou famoso pela sua paixão por óculos, exibindo sempre um modelo diferente em cada ocasião. Seus personagens ficarão marcados para sempre na história da TV e do cinema, e sua marca registrada, a diversidade de óculos sempre ficará na nossa lembrança.
Wilker era alegre, bem-humorado, e suas escolhas refletiam esse estilo leve, despojado, com armações coloridas, modernas. Nossa homenagem a este grande ator brasileiro é mergulhar em seu estilo e inspirar-se nas suas escolhas. Uma forma de amenizar o luto e a saudade em cada um de nós, fãs!


Últimos trabalhos

Um dos artistas mais atuantes da televisão, do teatro e do cinema brasileiros, seu último papel na TV foi na novela “Amor à vida” como o médico Herbert. Além da carreira artística, teve atuação política, presidindo a RioFilme de 2003 a 2008.

Wilker estava escalado como um dos homenageados do Cine PE Festival do Audiovisual, que acontece do dia 26 a 2 de maio em Recife.

No dia 14 de agosto estreia “Isolados”, longa-metragem do diretor Tomás Portella, que tem uma das últimas participações de José Wilker no cinema. Thriller estrelado por Bruno Gagliasso e Regiane Alves, o filme tem roteiro de Mariana Vielmond, filha de Wilker. Outro filme de Wilker a estrear é “A hora e a vez de Augusto Matraga”, de Vinicius Coimbra, que foi exibido no Festival do Rio em 2011. Nele, o ator interpretou um personagem chamado Joãozinho Bem-Bem.

Produtos relacionados: